Problemas no passeio

O passeio é uma das melhores formas de interação entre cão e proprietário. Para o dono, é um momento de descontrair e desligar um pouco da rotina diária, fazendo uma caminhada saudável na companhia do melhor amigo. Para o cão, o passeio é essencial para se exercitar e gastar energia, além de expor o animal a diversos estímulos importantes para sua sociabilização.

Mas, para muitas pessoas, o passeio é um verdadeiro transtorno. O cachorro puxa demais, pula nas pessoas e enrosca a guia nas pernas do dono. Dessa forma, animal e proprietário acabam deixando de aproveitar os benefícios de uma boa caminhada. Sair na rua se torna cada vez mais raro, e o cachorro fica cada vez mais ansioso e agitado.

No entanto, com algumas dicas, o passeio pode se tornar algo agradável e prazeroso:

• Se o cão fica muito agitado com a palavra “passear”, ou com o simples fato de o dono pegar em sua coleira e guia, comece a utilizar esses recursos para dessensibilizar o pet. Sendo assim, pegue a guia e diga “passear”, sempre que NÃO for sair com ele. Em seguida, guarde a guia e volte a fazer outras coisas. No início, ele vai achar estranho, ficar eufórico, e depois frustrado. A ideia do treino é deixá-lo calmo antes do passeio, então ele passará a associar que nem sempre que a guia aparece, ele sai de casa;

• Depois, leve-o até a porta da casa, mas não permita que ele saia antes de você. Caso ele tente sair, dê meia-volta, traga-o novamente para dentro e faça-o esperar. Se ele souber os comandos “senta” e “fica”, é só pedi-los nessa hora;

• Comece treinando dentro de casa mesmo ou no quintal. Dê algumas voltinhas e faça com que o cão o acompanhe sem puxar. Toda vez que ele esticar a guia, pare o passeio. Espere que ele se acalme, e continue. O cachorro deve associar que, toda vez que puxa, o passeio para, e quando não esta puxando, consegue passear. Outra sugestão é mudar repentinamente de direção, várias vezes durante o trajeto. Assim, ele terá que prestar atenção em você para saber para onde deve ir;

• A rua tem muitos estímulos sonoros e visuais, por isso, depois que o cão já estiver andando com mais calma dentro de casa, inicie os passeios externos em locais mais tranquilos, como praças, e por períodos de tempo bem curtos no começo. Ao notar que o passeio está fluindo bem, gradualmente, aumente o tempo de passeio e visite lugares com mais estímulos, como ruas mais movimentadas;

• Lembre-se: sempre recompense as atitudes corretas do seu cão durante o passeio. Se ele estiver andando ao seu lado, sem puxar ou travar, o elogie, faça carinho ou dê um petisco. Isso vai estimulá-lo a tentar acertar novamente.

Por Alexandre Rossi e Caroline Serratto, colaboradores da Cão Cidadão


Anterior: Cuidados com os pets no calor Próximo: Escolha o Pet da Semana