Pets também doam sangue

Pets também doam sangue

Além do posto de melhor amigo do homem, os pets também podem ser anjos da guarda e salvadores de vidas. Assim como nós, humanos, os animais também podem necessitar de transfusões de sangue.

Antigamente, quando um pet ficava doente, o dono precisava achar um doador compatível e que seguisse algumas determinações. Hoje, porém, há um banco de sangue animal, responsável por salvar muitas vidas.

O pet que doa sangue, além de muito bonzinho, também salvará vidas de outros animais com doenças infecciosas, inflamatórias, que passam por tratamento oncológico ou até mesmo de animais que sofreram acidentes. Outra importante vantagem é que o pet doador passa por check- up gratuito e ainda recebe dinheiro pela doação.

O bom doador precisa ter entre 1 e 8 anos de idade, pesar mais de 25 quilos (no caso dos cães) ou mais de 4 quilos (para os gatos), estar com as vacinas e vermifugação em dia, assim como o controle de pulgas e carrapatos. Além de ser dócil e meigo, é necessário não estar prenhe e nem apresentar qualquer tipo de problema de saúde.

O procedimento para doar é super simples e tranquilo. O animal é levado ao hospital especializado, que coleta uma pequena amostra de sangue, e passará por alguns exames laboratoriais. Após ser comprovada a boa saúde do pet, ele é cadastrado como doador e passa a ajudar seus amigos peludos a cada 40 dias.

Atualmente, existem cerca de 300 animais cadastrados, e 80 são doadores freqüentes. Muito bacana, né?

Se o seu pet é um doador ou mesmo pretende ser, não deixe de investir na qualidade de vida dele com um dos produtos do Meu Amigo Pet. Visite-nos.

Fonte: Revistaepocasp


Anterior: Cães heróis Próximo: Você conhece bem o seu cachorro?