Pet rechonchudo: como tratar a obesidade animal

Pet rechonchudo: como tratar a obesidade animal

Sabemos o quanto os bichinhos são queridos na família, não é mesmo, Petmaníacos? E por isso mesmo é difícil resistir àquela carinha de pidão quando você está comendo uma guloseima. Mas cuidado, essa prática pode trazer sérios problemas para o seu bichinho, principalmente quando não dosamos corretamente os petiscos e “besteirinhas” que damos para nossos pets comerem. Além de fazerem mal ao organismo dos bichinhos, eles podem levar o animal à obesidade.

Cães com problemas de obesidade podem desenvolver diabetes, problemas cardíacos e respiratórios, dificuldade de locomoção, dores nas articulações e tendência ao sedentarismo. Além disso, pets obesos vão se cansar e ficar sedentos ao menor esforço que fizerem, como em brincadeiras caseiras ou até mesmo passeios curtos.

E como tratá-lo, caso seu pet fique acima do peso? Primeiramente procure um veterinário de confiança. Ele dirá qual é o tamanho e peso ideal para seu animal. Depois, é necessário mudar alguns hábitos, alguns deles muito provavelmente foi o próprio dono quem viciou. Guloseimas, no máximo duas vezes ao dia, e sem exageros. É preciso fazer ele comer apenas o necessário. Dose a quantidade diária de ração e procure alguns tipos mais leves. E claro, pratique atividades físicas com seu animal. Isso vai resolver muito e, logo, logo, seu amiguinho já estará magrinho e ativo novamente.

E caso seu veterinário tenha indicado rações especiais para animais obesos, você pode encontrá-las no Meu Amigo Pet. Mas não esqueça de sempre consultar um veterinário antes de trocar a ração do seu animalzinho!

Fonte: PetMag


Anterior: Meu pet enjoou da ração, e agora? Próximo: Raça: Bulldog Francês