O desafio de cuidar de um cão em um apartamento

Uma prática muito comum ao longo dos anos, possibilitada pela vida moderna, é criar um cachorro dentro de um apartamento. Sem focar em tamanho, raça ou personalidade, o principal desafio dos donos que possuem um pet em apartamento sempre é o de mantê-lo ocupado, distraído e feliz, para que, assim, o pet não destrua o apê e, acima de tudo, não incomode os vizinhos.

Vale ressaltar que algumas raças são naturalmente mais tranquilas e, por isso, sempre são recomendadas para serem criadas em apartamento. Mas, que fique claro: nada impede uma pessoa de criar um cachorro que possua uma personalidade mais agitada, desde que o dono saiba se adaptar a isso.

É sempre importante lembrar que, logo que o pet fofo e filhotinho chega em casa, ele estará em sua época mais agitada e exploradora. Por isso, se torna tão importante brincar, adestrar e ensinar o limite para este cãozinho.

O cachorro que vive em apartamento, diferentemente do pet criado em casa, tem mais noções sobre as suas atividades físicas (normalmente só saem para passear), se habituam a controlar a ansiedade (em alguns casos, o cachorro passa algumas horas do dia sozinho), aprendem a controlar os latidos para não incomodar os vizinhos e possuem uma maior independência.

As melhores dicas para cuidar de um cachorro dentro de um apartamento são: deixar um cantinho reservado e especial para o pet brincar e descansar; manter a rotina de passeios; montar uma vasta “brinquedoteca” para o cachorro (quando ainda filhotes, para situações especiais, é recomendável que se separe um ou dois brinquedos de que ele goste); e é sempre bom explorar os extintos de seu cachorro, como brincar, correr, pular e passear, afinal, é isto que o faz saudável e feliz.

Embora não haja restrição nenhuma para se ter um cachorro no apartamento, recomenda-se atenção com as raças Beagle, Cocker Spaniel, Labrador, Pastor Alemão, Dachshund, Pinsher e Border Collie, pois estas podem apresentar certa resistência a um ambiente menor. Mas, se você já tem um cãozinho de alguma destas raças, aproveite as dicas para melhorar a qualidade de vida de seu pet.

Fonte: Bitcão


Anterior: Cãornaval – conheça o bloco dos pets Próximo: Raças: Chow-chow