Como evitar brigas entre gatos

Por Alexandre Rossi, com colaboração de Caroline Serratto

Na natureza, os gatos costumam viver sozinhos. Em casa, quando se tem mais de um gato, podem ocorrer disputas ou brigas. Para diminuir a incidência desse comportamento, o ideal é sociabilizar desde a chegada do novo animal na casa:

• Com a chegada de um gato novo, o ideal é mantê-lo em um cômodo separado do outro;

• Os gatos geralmente passam o queixo em objetos e pessoas para demarcar ou sinalizar amizade. Este local, portanto, possui cheiros que caracterizam cada animal. Passe um algodão no queixo de um gato, e leve para o ambiente do outro, passando nele também, ou deixando em algum local estratégico, como a caminha, ou debaixo do pote de comida. Isso vai servir para um animal começar a se adaptar ao cheiro do outro, e relacionar este cheiro com coisas agradáveis (comida, descanso etc);

• Para apresentar os gatos, o ideal é colocar cada um em uma caixa de transporte, e mantê-los a certa distância, que seja confortável para ambos, mas no mesmo ambiente. Recompense os gatos com petiscos sempre que perceber que estão a vontade e tranquilos, e aos poucos, vá aproximando as caixas, sempre respeitando o tempo de cada animal;

• Se as caixas já ficam bem perto, e ambos os gatos estão calmos, um deles pode ser solto. O ideal é soltar primeiro aquele com
temperamento mais tranquilo, para ver as reações dele e do outro, que continua na caixa. Continue recompensando comportamentos calmos. Aos poucos, vá tentando liberar o outro gato;

• Caso ocorram comportamentos agressivos, use uma bronca despersonalizada, isto é, aquela em que o animal não percebe que é
você que esta aplicando a punição. Pode ser um borrifador com água. A bronca deve ser aplicada no momento em que o gato esta tentando atacar, ou mesmo na intenção de ataque;

Aos poucos, os gatos irão perceber que comportamentos amigáveis geram recompensas, e a agressividade é punida, e passarão a
aumentar a frequência de atitudes mais tranquilas.


Anterior: Como ajudar pets de rua e carentes Próximo: Osasco abre parque para eles!