Como calcular a duração dos passeios?

Como calcular a duração dos passeios?

Por Malu Araújo, adestradora e consultora comportamental da equipe Cão Cidadão.

A melhor atividade que podemos propor para os cães é o passeio diário. Ele é bem completo, não apenas pelo exercício físico, mas também pelo fato do cachorro, durante o passeio, ser estimulado mentalmente pelos cheiros e sons da rua. Também  há um estímulo sensorial – pisar em diferentes texturas, como a grama, asfalto, pedrinhas -, além do animal desenvolver mais habilidade social com os diversos cães e pessoas que encontramos na rua.

Todo esse contexto é muito importante e saudável para o cachorro. Ajuda a  evitar problemas de destruição, medo e agressividade, além de ser uma atividade  saudável para seu peludo e para você. Por todos esses motivos, mesmo quem mora  em uma casa, com um quintal grande, não deve deixar os passeios de lado: espaço  grande não significa que o cachorro tem atividade suficiente.

Donos que não têm muito tempo podem contar com um serviço de passeador, mas não devem deixar de oferecer essa atividade, pois é qualidade de vida para o amigão. Mas, quanto tempo deve durar esse passeio?

Alguns dos fatores que influenciam nesse cálculo são o tamanho e a raça do cachorro. Alguns precisam gastar mais energia do que outros, e os mais novos também têm mais disposição do que os idosos. Então, os passeios para cães jovens  devem ter uma duração maior. Cães pequenos podem fazer passeios mais curtos, enquanto cachorros  maiores e com muita energia podem caminhar por mais tempo. Um cálculo mais exato da duração deve ser feito por você, avaliando como seu cachorro fica durante e depois do passeio.

Dê preferência para passeios em horários com a temperatura mais amena, principalmente com cães de focinho mais curto. Devemos ter cuidado também com a temperatura do chão, que pode machucar as patinhas dos cães. O passeio deve ser seguro: os cachorros precisam ser conduzidos na guia e com plaquinha de identificação. Lembre-se de levar a sacolinha para recolher as fezes!

Não importa se o seu cachorro é muito pequeno, idoso ou obeso, nem se ele não tem o costume de passear: nunca é tarde para começar. Criada por Alexandre Rossi, a Cão Cidadão atua há 15 anos com adestramento e comportamento animal. Oferece adestramento em domicílio, consultas comportamentais, além de uma agenda mensal de cursos e palestras.

Tudo isso com muito amor e respeito. Para saber mais sobre a Cão Cidadão, entre  em contato com a Central de Atendimento, pelo telefone (11) 3571-8138, ou acesse www.caocidadao.com.br.

 


Anterior: Alimentação adequada: melhor qualidade de vida ao pet Próximo: Como adaptar o cão à caminha?