Ataque de Jacaré na Disney levanta novas discussões

Ataque de Jacaré na Disney levanta novas discussões

Nesta terça-feira (14/06) tivemos um triste acontecimento para o mundo humano/animal: menino de dois anos foi arrastado por jacaré perto do lago “Seven Seas” que pertence a um dos hotéis da Disney, e mesmo com tentativas de resgate do pai, não houve modo de salvar a criança. Por precaução, a Walt Disney World fechou todas as praias e marinas e há o questionamento sobre as placas de aviso, pois informando sobre a proibição de nadar no lago, não deixava o alerta de risco de ataque animal.

A tristeza desta notícia alerta novamente a sociedade sobre como estamos lidando com áreas de lazer relacionadas à animais, visto que mesmo a Disney, referência do mundo infantil e nunca ligada a situações de irresponsabilidade deste nível, foi afetada no mesmo período do caso Harambe.

Durante a busca, 4 jacarés foram mortos, segundo a Agência de Notícias de Direitos Animais (ANDA) e em pronunciamento ao jornal “The Mirror” a presidente da People for Equal Treatment of Animals (PETA), Ingrid Newkirk responsabiliza os organizadores por falta de sinais de alerta realmente adequados. “Agora, uma criança e quatro jacarés, que estavam fazendo apenas o que é natural para eles, pagaram com suas vidas”.

O porta-voz da notícia nesta manhã e da intensa busca foi o xerife Jerry Demings, e todos demonstram o abalo que o acontecimento gerou. Não desistiram de encontrar o corpo do menino, desaparecido durante 16 horas, usando de helicópteros e equipe especializada. Há manifestações de lamento vindos de diversas partes do mundo, inclusive da polícia americana.

É importante lembrar que pets e animais em geral não agem por maldade, sendo puramente instintivos. A relação entre as espécies com o ser humano é benéfica e pode ser completamente harmoniosa, respeitando as necessidades de cada um, para que fatos como esse não voltem a acontecer.

alligator

 

Principais Fontes:
G1, ANDA, Extra.Globo, Uol, Folha de São Paulo

Imagem:
Alligator


Anterior: Bidu e Maurício de Sousa no Facebook Próximo: Perfil de donos de pet, segundo o IBOPE